Já presente em países como Estados Unidos e Coreia do Sul, a tecnologia 5G de conexão móvel está prestes a chegar ao Brasil. Ainda que não tenha data certa para o seu lançamento, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já afirmou que pretende realizar o leilão de frequência 5G para operadoras de telecomunicação em 2020. 

A tecnologia 5G promete trazer grandes mudanças para o mercado nacional. Além de uma conexão mais rápida do que a atual frequência 4G, ela vai criar um ecossistema focado na multiconexão de pessoas, aplicações e equipamentos, com foco principalmente em expandir o acesso da Internet das Coisas

Neste artigo explicaremos qual o conceito do 5G e mostraremos exemplos de como essa tecnologia vai impactar o mundo corporativo em diversos segmentos diferentes. Acompanhe!

O que é exatamente é a tecnologia 5G? 

A conexão 4G já oferece uma velocidade de qualidade para a maioria das aplicações comuns ao dia a dia. Mas, a tecnologia 5G vai basicamente oferecer um novo universo de possibilidades, com um grau de confiança jamais experimentado. 

O 5G promete uma cobertura mais ampla e eficiente que os seus antecessores, com uma velocidade de upload e download de dados até 10 maior ao 4G. Sem contar que ela vai permitir a conexão de mais dispositivos à internet ao mesmo tempo. Mas, a maior novidade é a latência menor — basicamente o “tempo de reação” das telecomunicações — que graças a ela vai possibilitar a conectividade de carros, casas, aparelhos domésticos e muito mais.  

A proposta da rede 5G é criar a estrutura necessária para que a Internet das Coisas se torne uma realidade. Ou seja, que milhares de objetos possam ser conectados entre eles, sem a necessidade de um humano dar comandos. Um bom exemplo disso é o sistema inteligente smart grid de distribuição e transmissão de energia elétrica. 

Qual será a velocidade da frequência 5G?

As estimativas são de que a tecnologia 5G, em seu potencial máximo, atinja a velocidade de download de 10 gigabits por segundo, o que seria um aumento 10 vezes maior em relação à rede 4G, que chega a 1 gigabits por segundo. Para exemplificar melhor como isso funcionará o jornal The Wall Street Journal fez uma simulação, na qual para baixar uma playlist de 1 hora no spotify com o 4G se gastou em torno de 20 segundos, já com o 5G esse tempo seria reduzido para 0,6 segundos. 

Da mesma forma, a latência, ou tempo de resposta entre o momento que o usuário faz uma solicitação e a rede responde também será menor. A meta é que esse tempo seja de 1 milissegundo, o que é fundamental para comunicação de outros objetos, como carros autônomos e para realização de cirurgias a distância. 

O que a tecnologia 5G nos permitirá fazer?

Como já dito, o principal diferencial da tecnologia 5G será a possibilidade de conexão entre diferentes dispositivos, objetos e pessoas. Por conta disso, grandes inovações serão esperadas para os próximos anos, como médicos controlando robôs de cirurgia a distância, por celular ou outro aparelho, drones com missão de salvamento, sistemas de gerenciamento de tráfego, máquinas conectadas a máquinas e muito mais. 

O grande forte da rede 5g será a inovação tecnológica. Acredita-se que a maior parte das aplicações que utilizarão o 5G sequer foram pensadas, tamanha são as possibilidades. A confiabilidade dessa nova tecnologia vai revolucionar e acelerar a adesão ao mundo digital pelos negócios. 

Uma pesquisa realizada pela Qualcomm indica que mais de 80% dos entrevistados acreditam que o 5G vai aumentar a produtividade em uma escala nunca vista, criar mercados e indústrias, auxiliar os pequenos negócios a crescer e tornar as empresas cada vez mais globais e competitivas. 

Quando o 5G estará disponível no Brasil? 

O Global 5G Event será um leilão de aquisição de frequência 5G prevista para acontecer 2020, mas ainda sem data marcada. A proposta é que ela chegue às grandes capitais em 2021. Provavelmente, será utilizada a banda 3,5 Ghz como complemento da 2,3 Ghz. De início serão procuradas frequência com maior capacidade e menor alcance, por isso que o foco em primeiro momento será os grandes centros urbanos. 

Entretanto, devido à sua característica de infraestrutura flexível, é muito provável que em poucos anos essa tecnologia alcance a maior parte do território brasileiro. Contudo, como no momento os aspectos relacionados a essa rede ainda estão em discussão, a recomendação é acompanhar os sites governamentais do Ministério da Ciência e Tecnologia e da Anatel para acompanhar o andamento do processo. 

Quais áreas de negócios serão mais impactadas no Brasil?

O estudo realizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, em parceria com o BNDES e com o CNPq, intitulado de Plano Nacional de Internet das Coisas, prevê que o impacto do 5G será principalmente em 4 áreas: Agronegócio, Cidades Inteligentes, Indústria e Saúde. Veja a seguir alguns prováveis exemplos. 

Logística

A tecnologia 5G vai permitir planejar e acompanhar as rotas de transporte em tempo real, o que vai dar mais segurança e confiança. Com as smart cities será ainda mais fácil prever ou alterar rotas por causa de acidentes ou congestionamentos. 

Saúde

Na área da saúde será possível monitorar e operar pacientes à distância, o que vai abrir várias possibilidades para o setor, tais como: inovações na indústria farmacêutica, criação de novos exames, aplicativos de acompanhamento, seguros e planos mais personalizados. 

Indústria

A chegada da tecnologia 5G vai trazer diversas oportunidades para indústrias relacionadas à automação. Alinhada às inovações da Indústria 4.0 é esperada uma verdadeira explosão de serviços, processos e mão de obra. 

Varejo

O uso da realidade virtual e do cloud computing vai gerar uma imersão em produtos e serviços a distância, além de criar canais de vendas totalmente inovadores e conectados ao consumidor. Como a loja da Amazon Go, na qual os clientes não precisam passar em caixas para pagar os produtos. 

Telefonia

Sabemos que a rede 5G trará uma velocidade 10 vezes maior para upload e download de dados. Outro benefício dessa tecnologia é que as chamadas de vídeo e as reuniões por videoconferência serão mais estáveis, aumentando o nível de profissionalismo. Isso impactará também no aumento da quantidade de trabalhos remotos e ampliará as possibilidades de integração. 

Pesquisa e negócios

As transformações digitais que chegarão com a tecnologia 5G vão impactar e influenciar os planejamentos de todas as empresas em relação à adoção de novos equipamentos e investimentos. Bem como influenciará pesquisas, principalmente, aquelas realizadas pelas Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs).

Portanto, as empresas precisam se planejar para a chegada da tecnologia 5G em 2020. A adoção dessa rede começará tímida, da mesma forma que aconteceu com o 3G e o 4G. No entanto, as expectativas é que ela cresça ainda mais rápida do que suas antecessoras. A tecnologia 5G é um reflexo do que o mundo espera dos negócios: velocidade e qualidade. 

Se você gostou deste conteúdo e quer receber mais dicas sobre as inovações tecnológicas, não deixe de seguir a nossa página no Facebook para acompanhar em primeira mão todos os artigos do nosso blog!

Escreva um comentário