A capacidade visual humana, que nos dá uma percepção espacial do mundo ao nosso redor, é simplesmente fascinante. Sua complexidade é tão grande que atividades simples, como arremessar um objeto para o alto e pegá-lo de volta, são verdadeiros desafios para sistemas de inteligência artificial.

Replicar esse tipo de comportamento é um dos objetivos da visão computacional. Entretanto, o conceito não tem sido aplicado apenas para o desenvolvimento de robôs e outros equipamentos. Neste post, mostraremos como ela pode auxiliar em atividades do cotidiano e nos negócios. Confira!

Afinal, o que é visão computacional?

A visão computacional é uma tecnologia que estuda e aplica estratégias para modelar e replicar a visão humana. Grosso modo, ela permite construir, reconstruir e compreender uma imagem ou vídeo por meio de análises de pixels, identificação de padrões etc. O estudo da capacidade humana, nesse sentido, é fundamental para entendermos como isso pode ser feito.

Atualmente, são adotadas estratégias como a de desconstruir uma imagem 3D, transformando-a em 2D e processando seus dados. Assim, hardware e software são utilizados para entender as propriedades estruturais de um objeto ou de uma imagem.

Entretanto, é preciso ter cuidado para não confundir visão computacional com reconhecimento de imagem. Afinal, a visão humana faz mais do que simplesmente captar estímulos visuais e processar essa informação gráfica — ver é algo que envolve uma combinação de percepções, além de uma série de análises.

O reconhecimento de imagem é apenas parte desse processo, ainda que tenha um papel de destaque. O ponto é que, por si só, ele não é suficiente para dar a uma máquina capacidades de percepção e resposta tão precisas quanto às dos seres humanos.

Portanto, não se trata apenas de reproduzir a captação de imagem — estamos falando de encontrar formas de replicar o próprio córtex visual humano (ou ao menos seus processos).

Como aplicá-la na sua empresa?

Esse conceito é utilizado principalmente em processos de fabricação, pois permite a detecção de erros operacionais que antes passavam despercebidos. O objetivo é identificar e mensurar esse tipo de falha, evitando que elas prejudiquem, por exemplo, um lote completo de produtos.

Por isso, o primeiro passo é analisar as demandas específicas de sua empresa. Que tipo de operações ela realiza? Qual é o core business? Quais processos produtivos mais costumam sofrer com falhas indetectáveis? Qual é a dinâmica logística do espaço físico?

Hoje, câmeras e sistemas de monitoramento são capazes de realizar um processamento muito mais poderoso das imagens. Com a inserção da visão computacional nesse processo, sua empresa pode identificar anomalias em um determinado ambiente e investigar os impactos.

Com o rastreamento de objetos e a detecção de rostos, por exemplo, é possível monitorar se uma linha de produção apresenta algum comportamento que gera riscos aos processos. Em um setor de empacotamento, por exemplo, isso ajuda a identificar quedas de produtos.

Consequentemente, aperfeiçoar essas atividades se torna algo mais simples de ser feito.

Quais são as principais aplicações da visão computacional?

A visão computacional já vem sendo utilizada em diversos setores do mercado, assim como na gestão pública. Mostraremos a seguir algumas das principais aplicações para essa tecnologia.

Reconhecimento de objetos

O uso mais comum é o reconhecimento de objetos. No setor odontológico, por exemplo, a tecnologia permite a identificação de cáries, lesões e outras anomalias em análises de raios X. No âmbito militar, por sua vez, a tecnologia é utilizada para identificação de tropas em movimento ou mísseis teleguiados.

Veículos autônomos

A maioria dos carros não tripulados em desenvolvimento conta com um sistema de visão computacional. Ao ser integrada com outros sistemas, essa tecnologia facilita a identificação do trajeto e possíveis obstáculos no caminho. Evitar colisões é um bom exemplo prático de como ela vem sendo aplicada.

Reconhecimento de itens programados

Em alguns casos, como no uso de drones, a visão computacional permite a identificação de itens instalados em torres ou outros locais de difícil acesso. Para agilizar a manutenção desses equipamentos ou identificar problemas, o sistema se mostra fundamental, pois substitui a presença humana naquele ambiente.

Marketing

Bilhões de imagens são compartilhadas todos os dias nas redes sociais. Com a implementação da visão computacional, é possível realizar análises mais precisas do comportamento dos usuários com base nelas. Consequentemente, ações de marketing podem ser adotadas com ainda mais eficiência, visando abordagens personalizadas.

Controle de tráfego

O controle de tráfego (por meio de sensores que calculam os veículos) tem suas vantagens, mas não se compara à visão computacional. Mais do que simplesmente contar os carros, um sistema desse tipo é capaz de levantar dados sobre velocidade, trajeto etc.

Segurança

Soluções integradas de segurança têm se tornado cada vez mais eficientes, graças à implementação da visão computacional. Hoje, é possível identificar rostos e comportamentos estranhos pelos gestos corporais, distinguir gênero, localizar animais etc.

Quais são os seus benefícios?

O uso dessa tecnologia tem crescido rapidamente na Indústria 4.0, principalmente na engenharia e na automação de processos e equipamentos. No setor público, a visão computacional se destaca nas áreas de segurança, mobilidade urbana e saúde. O motivo é simples: otimização de processos e redução de custos.

Com um sistema que identifica falhas nos processos produtivos, é possível melhorar a performance de uma empresa e, ao mesmo tempo, reduzir os gastos com manutenção. O desperdício é reduzido significativamente, assim como as falhas humanas.

Em geral, estamos falando de uma tecnologia que usa um processamento de dados poderoso (Data Science e Big Data) para analisar imagens de alta resolução, pixel a pixel. Com sua implementação, as empresas ganham um diferencial importante. Consequentemente, se tornam mais competitivas diante da concorrência.

Em tempos de um mercado tão disputado, é fundamental adotar tecnologias que reduzam custos e valorizem o que há de melhor em seus processos operacionais. O que a visão computacional permite é justamente levantar dados até então ignorados e integrá-los em uma estratégia de Data Science.

Nesse caso, faça uma análise das demandas da sua empresa — a inovação tecnológica certamente poderá ajudá-lo a potencializar seus pontos fortes e solucionar problemas.

Se quiser saber como a visão computacional pode ser adotada no contexto específico da sua organização, entre em contato com o Instituto Atlântico e fale com quem mais entende de pesquisa e desenvolvimento!

 

Escreva um comentário

Share This